Blog

Turismo no Panamá – 6 dicas que você deve saber antes de viajar

  |   América Central, Panamá   |   37 Comments
[dropcap]M[/dropcap]inha viagem ao Panamá, especificamente a capital homônima, foi uma surpresa do começo ao fim. Uma das razões, com toda certeza, foi o fato de não falarmos muito sobre esse país por aqui. Me lembro de estudar pouco sobre sua história na escola e entre conhecidos, mesmo os amigos viajantes, poucos possuem dicas ou informações precisas sobre o lugar.

Tudo se limitava a “visite tal lugar”, “cuidado com o taxista”, “compre no shopping x”. Mas o que de fato não ainda não foi contado? O que há na cidade do Panamá que você não costuma encontrar facilmente nos guias de viagem. Pensando nisso decidi listar alguns itens que, como todo esse blog, tentam fugir do óbvio e dar um pouco mais de transparência sobre esse interessante destino.

1 – Turismo no Panamá é seguro?

Diferente do que muitos pregam por ai, a cidade do Panamá não é um lugar violento. Estamos falando de um país subdesenvolvido que mesmo com uma evolução nos últimos anos ainda possui uma faixa considerável da população na linha da pobreza. Então por que você não deve se preocupar como se estivesse em qualquer capital brasileira por exemplo? A resposta é simples: câmeras.

Elas estão espalhadas por toda a área central, monitorando cada canto. Recebi essa informação de dois panamenhos e ao caminhar nas ruas do centro a noite, não tive nenhuma preocupação. Não estou dizendo que a cidade do Panamá é o lugar mais seguro do mundo, não é para você caminhar às 22:30 na periferia da cidade com sua câmera Nikon super discreta. Mas também não é pra ficar preso no hotel porque é “tarde da noite”.

2 – Influência americana e os preços no Panamá

Por mais que seja um país independente e soberano, sempre tive a impressão de o Panamá ser um “quintal” dos Estados Unidos. Com toda ajuda nas guerras e conflitos fornecida pelo Tio Sam (aritano) onde em troca pediram apenas o controle do canal, que além de movimentar uma bela grana possui uma importância estratégica invejável, seria natural que o país recebesse uma certa influência vinda dos norte americanos.

O problema é que a presença americana é um pouco maior do que eu imaginava. Não vou me apegar a moeda oficial, o Balboa,  que por ter o mesmo valor do dólar é literalmente desconsiderado. Panameño esperto anda com verdinhas, Balboa é troco em moeda.

Me refiro a enxurrada  de produtos americanos nos mercados, shoppings e qualquer outro lugar que você vá. O Panamá é uma franquia dos Estados Unidos. Uma vantagem é o preço. Tudo é muito barato você não precisa ir até Miami para fazer compras. Aliás, já repararam como o skyline das duas cidades é parecido?

3 – Prostituição e o turismo no Panamá

Por todo lado, em qualquer bairro a qualquer hora. A cidade do Panamá tem aproximadamente 800 mil pessoas (jun 2013) e talvez por esse número baixo parece que a proporção de prostitutas/habitantes é maior do que estava habituado.

A prostituição no Panamá é uma profissão legal e regulada. As profissionais devem ter um registro e portar um cartão de identificação. Por esse motivo, mulheres de vários outros países acabam “exportando” seus serviços para lá. Colômbia e República Dominicana são grandes fornecedores seguidos pelos demais países da América Central.

É bom tomar cuidado com armadilhas, mesmo que você não seja adepto(a) deste mercado. No hotel em que fiquei, estava hospedado com mais três colegas. Um deles em uma noite, resolveu tentar a sorte em um cassino que ficava logo na esquina. No dia seguinte, em uma mesa de café da manhã com mais 2 panameños, eis que nosso mestre do cassino começa a contar suas aventuras na roleta e a se gabar porque 2 belas garotas o parabenizavam a cada rodada, com carícias no braço e até elogios. Foi aí que um dos panameños interrompe:
– Você foi ao cassino da esquina?
– Sim, esse mesmo.
– Nesse caso as moças estavam fazendo o trabalho delas.
– Como assim?
– Aquilo é um prostíbulo, o cassino é só fachada. Cassino de verdade é este outro em frente ao hotel.
– Bem que eu achei as garotas muito amáveis, mesmo quando eu estava perdendo.

4 – A bagunça nos meios de transporte do Panamá

Organizado não é uma palavra que define o Panamá. Não estou falando de um ou outro critério e sim generalizando. A bagunça está presente em vários lugares:

Trânsito no Panamá

Apesar de uma visão formada por esteriótipos, sempre achei que o trânsito da índia fosse caótico. Até conhecer a forma como os panameños dirigem. O que vale é a lei do mais forte. Se o seu carro é maior, você tem a preferência. Semáforos, pedestres, contra-mão, proibido estacionar são alguns dos elementos que já não habitam o cérebro da imensa maioria dos motoristas. É interessante observar a quantidade de batidas e ralados que os automóveis possuem e o número reduzido de motociclistas, talvez por um simples instinto de sobrevivência. Nas palavras dos colegas panameños, eles praticam “direção ofensiva”. Entenda como quiser.

Táxis do Panamá

Poderiam entrar no item anterior, já que contribuem muito para a desordem, mas como na maioria dos lugares, os taxistas são um capitulo à parte.

Para começar eles não possuem taxímetro, você combina o preço (que comigo não passava de US$5) para o destino que quer ir. Podem até tentar te explicar uma lógica para aquele valor, levando em consideração a distância mas é tudo balela. Basta negociar ou oferecer logo $10 que ele te leva pra onde quiser.

Uma prática muito comum é o taxista parar no meio do caminho e pegar outro passageiro. Coisa que comigo não deu muito certo. Por duas vezes motoristas tentaram fazer isso e eu disse que não aceitaria. Minha palavra valeu e sempre que tomava um táxi deixava claro que era para ser exclusivo. Você é estrangeiro e já está pagando mais do que um nativo (mesmo achando que paga barato) comigo não houve problemas.

Qual infração prefere? Dirigir sem cinto, falar no celular, enviar sms ou furar fila?

Por último, se por algum motivo você precisar de recibos e encontrar um taxista que possua, pode pedir mais uns 5 ou 6. Isso é uma raridade entre os taxistas de lá.

Minha dica: Encontre um motorista confiável, indicado pelo hotel, que tenha ponto fixo ou simplesmente que você vá com a cara. Pegue o telefone dele e chame sempre que necessário. Vai ser seu melhor amigo durante toda a viagem e um preço muito justo.

Ônibus no Panamá

Quando estive na cidade do Panamá em 2012, os ônibus que dominavam a cidade eram as “Chivas”. Que não são nada mais do que um ônibus escolar americano (aquele amarelo de filme) sucateado, que após passar por uma “reforma” na lataria, que se consiste em pintar “grafites” variados, está pronto para atender a população. A frota era muito velha e era impossível identificar as linhas as quais faziam parte. Mais curioso ainda é o fato das Chivas servirem como baladas móveis na parte da noite, regada a muito reggaeton.

Felizmente isso parece ter mudado, já que ha alguns anos o governo vem inserindo uma nova modalidade de transporte chamada “Metro Bus”. Que são ônibus mais modernos e que aos poucos começaram a circular por toda a cidade, incluindo bairros mais afastados, território até então exclusivo das Chivas.

 5 – A comida do Panamá

Achei muito difícil encontrar restaurantes com comida típica panameña. A gastronomia internacional predomina a cidade. Na rua do hotel em que estava tinha restaurante italiano, chinês, japonês, peruano mas nenhum lugar pra comer um “pf” local.

Decidi apelar e partir paras as barracas de rua com a melhor das intenções, pedi uma espécie de wrap com frango e carne de porco. Estava quase dando a missão como cumprida, quando ao pagar o ambulante sou informado que se trata de uma refeição colombiana. Tratante!

Felizmente com indicação de uns colegas fui ao restaurante El Trapiche. Comida 100% do Panamá, muito boa por sinal.  Se você busca por onde comer no Panamá, esse é o local.

6 – Curiosidades do turismo no Panamá

  • A maioria dos homens e mulheres com quem conversei eram obcecados por peitos grandes. Silicone está nos planos de grande parte das mulheres, é dado como presente pelos pais. Achava que era exagero até reparar que as manequins das vitrines também eram turbinadas.
  • Os aeroportos são tão organizados quanto os do Brasil. Ponto negativo para o carrinho de bagagem que é pago e o estranho fato de não carimbarem a saída no meu passaporte. “No necesita, tranquilo, chico”.
  • Comigo todos os panameños foram muito solícitos e receptivos. Povo bastante simpático (taxista não é povo rs ).
  • Me pareceu um país sem identidade, por causa de tanta influência externa.
  • Além do clima quente o lugar é muito úmido, dando aquela sensação de sauna a vapor a qualquer hora do dia ou da noite. Se você não se dá bem com calor, tenha isso em consideração.
  • Existem muitas belezas pouco conhecidas no país. Como o Arquipélago de San Blas.

Em suma, um local bastante alegre, com custo de vida muito acessível. Não é a toa que é o lugar de descanso de vários aposentados (na maioria vindos dos Estados Unidos) e vai muito além de um canal e um chapéu.

37 Comments
  • Boia Paulista | jul 18, 2013 at 09:17

    Oi, Ralph. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  • Ralph | jul 18, 2013 at 20:39

    Olá, Natalie!

    Muito obrigado pela menção!

    Uma honra estar no vnv novamente!

  • andre | abr 28, 2014 at 19:25

    boa noite irmao blz ? queria saber se pode me ajudar eu to querendo ir para o panama fazer compras para revender aqui no brasil o que acha ? e se achar uma boa se poderia me indicar locais valeu obrigado .

  • Ralph | maio 31, 2014 at 19:56

    Olá, André.
    Não é o foco do blog, mas o Panamá realmente possui bons preços (similares aos dos US).

  • Diego | jul 9, 2014 at 19:28

    Boa Noite, primeiramente parabéns pelo blog. Estarei indo em novembro para Cancún e na volta irei fazer conexão de 11horas no Panamá.

    Estou lendo bastante relatos sobre o trânsito caótico e complicado do Panamá. Gostaria de ir para o Albrook Mall, porém li algumas pessoas informarem que mesmo com as 11 horas de conexão para o Albrook, que é meio longe do aeroporto, fica inviável.

    Na sua opinião vale a pena ir no albrook ou eu deveria ficar no Metromall? Chegarei na segunda feira ás 10:40h e retornarei ao Brasil às 21:45h.

  • Ralph | jul 10, 2014 at 12:57

    Olá, Diego. Obrigado pela visita!

    Acho que pelo tempo que você tem é possível pegar um táxi e ir no Albrook Mall e voltar. O trânsito é caótico mas eles acabam se entendendo.
    Aconselho você já ter a lista e o mapa das lojas que quer ir, o shopping é imenso e você facilmente se perde por lá!

    Boa viagem!

  • Luciane | ago 31, 2014 at 13:08

    Ola, pretendo ir de férias em janeiro com meu marido e dois filhos,
    e gostaria de ficar em um hotel de preferencia sistema All inclusive, em uma praia do Panama
    mas do lado do mar do caribe, mas parece que não tem hoteis com grandes infraestrutura para este lado.
    Voce chegou a conhecer algum? poderia indicá-lo?
    Obrigada.

  • Ralph | set 22, 2014 at 11:04

    Olá, Luciane.

    Não fui a praia, mas conheci esse hotel:

    http://www.gamboaresort.com

    as instalações eram boas mas acho que não é o que você procura.

  • Anderson Pereira | set 24, 2014 at 22:49

    Boa noite Cara.

    Fico muito feliz que tenha pessoa como vc para divulgar suas experiências. estou me programando para ir ao panama ano que vem junto com mina esposa e meu foco é conhecer as praias maravilhosas da america central. Gostaria de saber quais vc me indica, se fica proxima da capital e se vale apena alugar um carro para andar pela cidade.

    Obrigado.

  • Márcio | nov 11, 2014 at 00:58

    Como faço para morar e trabalhar no Panamá?

  • cristiano | nov 19, 2014 at 19:22

    Prezado Senhor,

    Gostaria de saber se no Panamá tem como eu arrumar emprego apesar de ter somente curso tecnico em segurança do trabalho e se consigo também fazer uma faculdade????

    Agradeço

  • Ralph | nov 20, 2014 at 11:45

    Olá, Cristiano.

    Infelizmente não sei te responder com precisão. O foco do blog é relacionado ao turismo.

    Da uma olhada neste outro site e veja se te ajuda!

    abraço!

  • Ralph | nov 20, 2014 at 11:46

    Olá, Márcio.

    O fogo do blog é o turismo. Veja em outro comentário que coloquei um link para um site que trata sobre viver no Panamá.

    abraço!

  • Ralph | nov 20, 2014 at 11:51

    É Obrigado pela visita, Anderson.
    Realmente, a América Central é muito bela!
    Citei no artigo San Blas no Panamá, mas recomendo você olhar com carinho para a Costa Rica também. Por mais que eu ainda não tenha escrito sobre as praias. O país é muito bonito como um todo!

    abraço!

  • Gabrielle | nov 30, 2014 at 17:53

    Olá! Irei ao Panamá a um congresso, mas pretendo ficar alguns dias apenas passeando pela cidade. Eu gostaria de conhecer mais a natureza no país, mas você não a citou muito. As praias e locais ‘bonitos’ ficam longe da cidade do panamá?
    Além disso, eu não sou fluente no espanhol, mas gostaria de me interar com a população. Conseguiu perceber se falam inglês ou entendem português?

    Obrigada!

  • Ralph | dez 2, 2014 at 23:42

    Olá, Gabrielle!

    O inglês era bem macarrónico, mas arrisque sem medo no portunhol. Eles tentarão te entender de todo jeito. Comigo sempre foram solicitos e simpáticos.
    Beleza natural perto da capital é complicado. Existem algumas praias mas nada que lhe vá encher os olhos.

  • Tatiana | mar 10, 2015 at 02:43

    Olá!
    Pretendo ir ao Panamá em novembro. Vc indica alguma praia para que eu possa procurar um hotel?
    Obrigada!

  • Etienne Oliviera | maio 20, 2015 at 07:57

    Olá,

    Terei uma escala de 8 horas no Panamá e gostaria de saber se ao deixar o aeroporto é necessário pagar uma taxa de USD 40.00 por pessoa. Recebi essa informação da Copa Airlines, mas só encontrei menção a essa taxa para escalas superiores a 9 horas e com pagamento direto na passagem.

    Obrigado.

  • Ralph | jun 16, 2015 at 13:50

    Olá, Tatiana. Acho que só na região de San Blas (mas nada de hotel bacana por lá).
    Já pensou em incluir a Costa Rica no seu roteiro?

  • Ralph | jun 16, 2015 at 13:51

    Ela Etienne. Quando eu fui não paguei taxa. De qualquer forma, o visto você retira no aeroporto. Mais do que pagar adiantado, vale levar a grana e só pagar se te exigirem na imigração. Fique atenta porque a taxa pode ser de saída (como acontece na Costa Rica) então não vá gastar tudo antes de voltar pro aeroporto ;-)

  • Marcus Ferraz | ago 11, 2015 at 12:27

    Olá amigo pretendo ir ao Panamá me especializar no final do ano você me indica hum local barato pra ficar o tempo e de 4 meses . ficarei na cidade do Panamá !

  • Marina | jan 18, 2016 at 23:21

    Oi tô querendo passar uns tempos no Panamá. Sou acompanhante qual conselho me daria?
    Será que dá para fazer uma boa grana aí?
    Agradeço desde ja

  • Cristiano santos | abr 12, 2016 at 11:31

    Vou passar um dia no panama no final de abril.
    Aluguei um carro para locomoção. Será que foi uma boa ideia?

  • Andrea Costa | maio 7, 2016 at 19:53

    Boa noite pessoal, muito legal as dicas, mas preciso de algo mais preciso. Irei à trabalho em julho e terei 2 dias livres, ficarei no Centro perto de um shopping, quem já conhece sugere algo para fazer, alguma praia a explorar (sem perigo?) obrigada abraços

  • Arno Costa | maio 9, 2016 at 12:04

    Quero me hospedar na Calle Monteserín, Santa Ana, na capital. É local acessível,seguro e próximo do centro? grato.

  • Ralph | jun 27, 2016 at 18:18

    Você pode utilizar o Google Maps para calcular as distâncias :)

    https://www.google.com/maps

  • Ralph | jun 27, 2016 at 18:21

    Olá, Andrea. Por ser lotado de cameras, o centro é sim bastante seguro. Com apenas 2 dias acredito que se resuma a shoppings e restaurantes. AS praias mais bonitas estão longe da capital e sendo Brasileira, ir a uma praia meia-boca é perda de tempo, né?

  • Ralph | jun 27, 2016 at 18:21

    MEU DEUS!!
    Desculpe a demora na resposta, mas realmente fiquei curioso pra saber como foi a sua aventura haha

  • Ralph | jun 27, 2016 at 18:31

    Não estou a par do seu mercado, mas pelo que vi a concorrência é grande.

  • Cristiano Santos | jun 28, 2016 at 13:38

    Cheguei ao aeroporto de tocumen no sábado dia 30/04/2016 às 14:30. Estava em escala retornando ao Brasil e meu vôo sairia apenas no domingo às 12:00. Meus objetivos: ver o canal do Panamá, fazer algumas compras e dar um giro pela cidade a noite.
    Fiz uma reserva no hotel ao lado do metro mall. Chegamos no hotel e já fomos direto ao shopping que fica do outro lado da rua. Foi possível encontrar alguns bons preços para roupas. Voltamos para o hotel para deixar as sacolas e seguimos para um jantar no restaurante Atlantic & Pacific que fica dentro do complexo turístico da eclusa de Miraflores. Tivemos um bom jantar e foi possível ver o canal em funcionamento. Havia um navio atravessando. Após isso fomos curtir um pouco da noite no Hard Rock hotel que possui bares e cassino. Muito movimento, música ao vivo. Enfim bem divertido. Rodamos bastante, já que os locais eram distantes entre si. A cidade é bonita e gostaria de voltar para conhecê -la de dia. Não tivemos maiores contratempos a não ser um susto ou outro com os motoristas malucos do Paraná. Pelo pouco tempo que tivemos foi um passeio muito bacana. Recomendo!

  • Aglaise | jul 22, 2016 at 23:52

    Cristiano, acontecerá o mesmo comigo. Foi cobrada alguma taxa no aeroporto de 40 dolares quando você retornou para embarcar ao Brasil? Eu estarei sozinha. Chegarei no Panamá às 19:30h e voarei ao Brasil as 15:30h do dia seguinte. Será uma segunda-feira. Em qual hotel você se hospedou?

    Ralph, há algum local com música, animado, segunda-feira à noite e que seja seguro para eu ir? Lembrando que eu estarei sozinha. Irei em Agosto/2016.

    Muito obrigada!

  • Cristiano Santos | out 18, 2016 at 01:36

    Aglaise, somente hoje o site me notificou da sua pergunta.
    Espero que tenha tido uma boa experiência no Panamá.
    Não houve cobrança de nenhuma taxa no aeroporto quando estive por lá.
    Fiquei no hotel courtyard panamá metromall. Ao lado do shopping, próximo ao aeroporto e muito confortável. Tem um ótimo café da manhã.

  • Debora | nov 22, 2016 at 01:00

    Olá Cristiano, estamos indo para o Caribe em março e passaremos 24h no Panamá, pelo que pesquisei consigo locar um carro por algo em torno de 100 dólares ja com ps seguros, o que que mto mau barato q fazer os passeios que queremos de táxi, vc acha q da tranquilo de se aventurar e dirigir por la, estaremos em 4 adultos e um bebê, motivo tb q acho q ter um transporte próprio pode ser útil.

  • Ariane Zanirato | fev 4, 2017 at 14:15

    Olá.. acabo de chegar do Panamá. Foi incrível e fiquei com gostinho de quero mais.

    Contratamos um transferência + passeio com o Fernando Cortez (fcf0920@gmail.com ou whats 00507 6948 3890), panamenho legítimo, mas com um português excelente, super atencioso e nos levou pelo centro velho e pela cidade moderna além do canal. Muito atencioso. Adoramos o serviço.

    Somente uma observação… por causa do surto de febre amarela aqui no Brasil, o Panamá agora é obrigatório o certificado internacional de vacina de febre amarela com validade dentro de 10 anos. Por lá não tem essa de reforço único… é de 10 em 10 anos e pronto.

    Eu só consegui entrar pq estava vindo da Colômbia… peguei justamente a transição da obrigatoriedade.

    Fiquem atentos a isso e bom passeio.

    Eu quero voltar…

  • Rodrigo | maio 30, 2018 at 17:56

    Boa noite, onde essa esse cassino que era prostíbulo? Essa é minha intenção lá!

  • Ralph | ago 27, 2019 at 11:20

    Hahaha, qualquer cassino vira um prostíbulo se você se esforçar o bastante :)

Post A Comment